Radar Municipal

Projeto de Lei nº 57/2012

Ementa

DENOMINA PARQUE MUNICIPAL ARMANDO MICHEL GABRIEL CURY, O PARQUE MUNICIPAL M'BOI MIRIM, SITUADO NA ESTRADA DO M'BOI MIRIM, Nº7.100, JARDIM ÂNGELA

Autor

Abou Anni

Data de apresentação

28/02/2012

Processo

01-0057/2012

Situação

tramitando

Comissões designadas

Tramitação

Encaminhamento

Encerramento

Processo encerrado em 30/11/-1 (TERMINO DE LEGISLATURA (ART. 275 REG. INT.))

Documentos

Links relacionados

Câmara Municipal de São Paulo (SPLegis)
Câmara Municipal de São Paulo (Biblioteca)

Redação original

Denomina Parque Municipal Armando Michel Gabriel Cury, o Parque Municipal M'Boi Mirim, situado na Estrada do M'Boi Mirim, nº 7.100, Jardim Ângela.

A CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO PAULO decreta:

Art. 1º Fica denominada Parque Municipal Armando Michel Gabriel Cury, o Parque Municipal M'Boi Mirim, localizado na Estrada do M'Boi Mirim, nº 7.100, Jardim Ângela.

Art. 2º As despesas decorrentes da execução da presente lei correrão por conta de dotações orçamentárias próprias, suplementadas se necessárias.

Art. 3º Esta lei entra em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário.

"Sala das Sessões, em Às Comissões competentes."

"JUSTIFICATIVA

O presente projeto de lei tem por escopo denominar Parque Municipal Armando Michel Gabriel Cury, o Parque Municipal M'Boi Mirim, localizado na Estrada do M'Boi Mirim, nº 7.100, Jardim Angela.

ARMANDO MICHEL GABRIEL CURY, filho de Michel Gabriel Cury e Victória Cantarah Cury, nasceu em 10 de Abril de 1931 nesta Capital e faleceu em 07 de Fevereiro de 1985, vítima de insuficiência cardíaca, estenose aortica calcificada e doença reumática

Armando Cury foi um notório defensor da vida e da natureza, isto porque ele era um ser humano que, acima de sua própria vida, desejava o bem estar comum. Parecia ter recebido da própria natureza a sabedoria e a garra para encorajar e divulgar idéias visando a alegria e a saúde da humanidade.

Foi imbuído deste espírito que fundou na década de 60 a Revista Acampamento, dando-lhe este sugestivo nome, por tratar-se de uma publicação pioneira na orientação e divulgação do campismo no Brasil, trazendo ainda em seu bojo a profunda exaltação e proteção da natureza já naquela época.

Não podemos deixar de destacar a saudosa Campanha "Deixe Flores em, seu caminho" lançada em 1968, com o lema "Vamos encher a paisagem de cores, tomando Brasil mais belo com flores" que visava o plantio de flores em lugares por onde talvez jamais voltaria a passar, para que outras pessoas, que não conhecia e dificilmente saberia quem fosse, tivesse a satisfação de ver as flores nascidas.

Outrossim, vale dizer que a presente iniciativa é meritória, pois a homenagem retrata a trajetória do exemplo da honestidade, dedicação e luta em defesa da proteção do meio ambiente.

Diante do exposto e, por ser medida justa a aprovação desta propositura pelo Douto Plenário da Edilidade Paulistana, conto com o apoio dos nobres pares.