Radar Municipal

Projeto de Lei nº 515/2011

Ementa

ALTERA DENOMINAÇÃO DA RUA VIRGILINA SALES PARA RUA NIAZI CHOHFI, SITUADA NO DISTRITO SÉ, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS

Autor

Agnaldo Timóteo

Data de apresentação

09/11/2011

Processo

01-0515/2011

Situação

aprovada

Norma aprovada

Lei nº 15.548, de 2 de abril de 2012

Comissões designadas

Tramitação

Deliberação

Encaminhamento

Encerramento

Processo encerrado em 02/04/2012 (PROMULGADO)

Documentos

Links relacionados

Câmara Municipal de São Paulo (SPLegis)
Câmara Municipal de São Paulo (Biblioteca)

Redação original

Altera denominação da Rua Virgilina Sales para Rua Niazi Chohfi, situada no Distrito Sé, e dá outras providências.

A Câmara Municipal de São Paulo DECRETA:

Art. 1º Fica alterada a denominação da Rua Virgilina Sales para Rua Niazi Chohfi, situada no Distrito Sé, no Município de São Paulo.

Art. 2º As despesas decorrentes da execução desta Lei correrão por conta das dotações orçamentário próprias, suplementadas se necessário.

Art. 3º Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário.

Sala das Sessões, Às Comissões competentes."

"JUSTIFICATIVA

A presente proposta objetiva homenagear a memória do empresário Niazi Chohfi, que já foi considerado o mais antigo lojista em atividade na região da Rua 25 de Março em São Paulo, descendente de imigrantes sírios que chegaram ao Brasil na virada do século XIX.

Sua história de vida, marcada por inúmeros acontecimentos importantes, confunde-se com a história de São Paulo do ponto de vista da Rua 25 de março. Nasceu na casa de seus pais, no antigo número 157 da rua, que ficava próxima à Ladeira Porto Geral, em 1912.

Seus pais, Nagib e Shucrie, vieram da Síria na virada do século XIX para o XX, e casaram em 1907 no Brasil, nos anos seguintes, seu pai foi trabalhar como mascate, vendendo seus produtos de porta em porta por todo o país, e aqui fez fortuna, chegando a ser considerado o maior importador de tecidos do Brasil.

A fortuna de seu pai permitiu uma educação de primeira ao garoto Niazi e seus irmãos. Aulas de línguas, artes, de piano e tudo o mais que se exigisse das boas famílias da década de 1920.

Entretanto, com a crise mundial oriunda da quebra da Bolsa de Nova York, em 1929, o seu pai perdeu todas suas posses, apenas conseguindo saldar suas dividas. Tal acontecimento foi marcante na vida de Niazi, já que com apenas 18 anos virou vendedor, estabelecendo-se com seu comércio em 1933 na Rua 25 de Março onde nasceu.

Dali para cá seus negócios prosperam tanto na região que fundou a Cia. Têxtil Niazi Chohfi, referência para todo o mercado da moda e confecções no Brasil, e hoje em franca expansão.

Sendo assim, ao homenagear o comerciante Niazi Chohfi, com o pretendido nome de rua, busca o projeto fazer jus ao cidadão que trabalhou por mais de 80 anos vendendo seus produtos na região da 25 de Março, e consequentemente homenagear a comunidade síria que tanto contribuiu com o desenvolvimento de nossa Cidade.

Diante do manifesto interesse da comunidade na oficialização da situação descrita no presente projeto de lei, conclamo meus Pares a sua aprovação.